Conheça 8 plantas para ter e cultivar dentro de casa

Conheça 8 plantas para ter e cultivar dentro de casa

Cultivar um jardim é um privilégio para quem vive nas grandes cidades. O frescor, o aconchego e a beleza que ele carrega são inquestionáveis. Então, por que não tentar? Saiba que, mesmo que você more em apartamento, é possível e muito simples trazer as plantas para dentro de casa e melhorar sua qualidade de vida

Em primeiro lugar, as plantas do seu jardim precisam ser resistentes para não demandarem tantos cuidados e permanecerem sempre vistosas. Além disso, devem ser bonitas, claro, uma vez que ficarão bem visíveis. As melhores são as que gostam de meia-sombra, pois, certamente, não baterá sol o dia inteiro na sua sala ou varanda. A seguir conheça algumas opções e monte o seu jardim particular!

1. Jade

A Jade é um tipo de suculenta que se parece com uma miniárvore. É conhecida como “árvore da felicidade”, “planta do dinheiro”, entre outros nomes. 

É bastante comum em apartamento e, provavelmente, você já viu alguma por aí. As folhas são verde-azuladas e as flores demoram muito a aparecer, mas são pequenas e graciosas. Essa planta precisa de pouca rega, apenas quando a terra estiver seca (faça o teste com o dedo), e de luz solar direta em algum período do dia. 

2. Antúrio

Ao contrário da Jade, o Antúrio deve ser regado com frequência, de 3 a 4 vezes por semana. Entretanto, não deve deixar a água acumular no vaso, pois pode apodrecer as raízes. Ele também não deve receber luz direta. Por ser tropical, exige mais cuidados em regiões frias e não pode ficar próximo de condicionares de ar. 

Essa planta, porém, é bastante resistente e ornamental, sendo uma opção sempre presente em decorações de festas e projetos paisagísticos. É considerado exótico e dá um charme especial aos ambientes. Ao contrário do que muitos pensam, sua flor não é a parte avermelhada, mas sim seu interior, que mais parece um caule. Uma boa ideia é colocar o Antúrio no seu jardim ou em cima da mesa para colorir a sala de jantar.

3. Bromélia

A Bromélia é outra planta bastante ornamental com tons avermelhados que contrastam com as folhas verde-escuras. Deve receber pouca luz solar para não ficar com aspecto de queimada, e ser regada a cada dois dias, com o cuidado de não deixar que a água acumule em seu centro evitando a proliferação de mosquitos. 

Para saber se está na hora de colocá-la no sol, preste atenção nas folhas: se estiverem com cores gastas e enfraquecidas, significa que ela precisa de mais luminosidade. Não deixe, porém, que a bromélia fique em temperaturas muito elevadas e coloque-a em locais bem ventilados.

4. Lança de São Jorge

Suas folhas rústicas têm formato de lança, são cilíndricas e rígidas. A Lança de São Jorge combina com vasos médios e grandes, que devem ser colocados no chão. Assim, elas crescerão e ganharão altura, deixando o jardim mais bonito. Uma variação da mesma família é a Espada de São Jorge, que tem folhas mais largas e levemente amareladas.

São bastante práticas, pois precisam de pouca luminosidade e pouca água. Isso porque preferem solos mais argilosos, o que mantém a umidade por mais tempo. São tolerantes a ambientes com ar-condicionado. Infelizmente não são recomendadas para lares com animais de estimação, já que são tóxicas e, se ingeridas, podem causar sérios problemas à saúde dos pets.

5. Jiboia

Esta é uma espécie de trepadeira, que deve, portanto, ser pendurada ou colocada em um jardim vertical. Se adapta muito bem aos ambientes fechados porque gosta de sombra. Com tons verde e amarelo e folhas em formato de coração, é uma ótima aliada à decoração.

Para que ela esteja sempre bonita e bem cuidada, deve ser regada duas vezes por semana, apenas durante o inverno, aumentando a frequência no verão. Assim como a Lança de São Jorge, deve ser mantida longe dos animais de estimação, pois também é tóxica.

6. Cactos

Os cactos são uma ótima opção para quem não tem paciência, tempo, e nem muito jeito para cuidar de plantas. Têm uma variedade de tamanhos e formatos, e podem ser colocados em terrários transparentes com pedras, conferindo charme a qualquer ambiente. 

Cactos resistem a longos períodos de seca. Não é a toa que são encontrados em desertos! Dentro de casa podem ficar até um mês sem rega. Mas para ter certeza se está na hora de regá-los, veja como está a terra, que só deve receber água quando estiver completamente seca.

7. Lírio-da-paz

Esta é uma planta clássica na decoração, além de durável, combina com qualquer ambiente. Suas flores, ou melhor, suas brácteas (que acompanham as flores), geralmente são brancas e as folhas são verde-escuro e bastante brilhantes. Costumam florescer nas épocas de calor.

Precisa apenas de terra adubada e regas de duas vezes por semana, mantendo seu solo úmido. O Lírio-da-paz gosta de pegar sol pelo menos uma hora por dia, e em lugares com ar-condicionado precisam ser regados com mais frequência, podendo secar mais rapidamente.

8. Violeta

De diversas colorações, branca, lilás, roxa, azul, cor-de-rosa, a violeta é uma flor bonita e delicada, mas bastante resistente, adaptando-se muito bem a ambientes internos. Se bem cuidada e adubada, floresce o ano inteiro. Em vasinhos pequenos pode ser multiplicada pela casa, desde que fique em lugares com pouca luminosidade.

O principal cuidado com essa planta é o de nunca molhar as folhas e as pétalas, apenas a terra. Caso contrário, elas poderão ficar com aspecto melado e apodrecer. Deixe-as em local bem ventilado, visto que em ambientes abafados tendem a amarelar e enfraquecer.

Outras opções, como orquídeas, palmeiras de pequeno porte, samambaias e diversos tipos de suculentas também são indicadas para apartamentos. O importante é entender que cada planta exige determinadas condições para se manter bonita e saudável. Não tenha medo de diversificar. Os jardins são uma tendência de decoração!

Lembre-se que levar as plantas para dentro de casa pode ser benéfico também para a sua saúde, já que muitas delas têm a propriedade de purificar o ar e refrescar o ambiente. As hortas caseiras são outra tendência bastante sustentável. Aprenda a montar a sua lendo este artigo

Sem comentários

Cancelar