Você sabe como escolher um ar-condicionado? Descubra aqui!

Você sabe como escolher um ar-condicionado? Descubra aqui!

Escolher ar-condicionado pode parecer uma tarefa simples, até o momento que você descobre que são várias as opções e que elas podem impactar a eficácia do aparelho em sua casa ou mesmo local de trabalho, concorda?

Pois bem, a fim de evitar que você perca tempo e dinheiro comprando algo que não atenderá o seu objetivo, separamos algumas informações importantes para que tenha discernimento no momento de escolher o seu ar-condicionado. Se quer acertar na hora da compra, continue lendo e aprenda com as informações a seguir!

Entenda o que é BTU

A sigla BTU (British Thermal Unit), que em bom português significa Unidade Térmica Britânica, é nada mais que a potência de resfriamento do seu aparelho. Colocado em termos técnicos, significa que cada unidade desse parâmetro de referência deve ser capaz de diminuir a temperatura de uma porção de 500 ml de água a 0,56ºC. Pareceu complicado? Calma, vamos trazer isso para a prática.

No uso cotidiano, serve basicamente para demonstrar qual a capacidade do ar-condicionado em resfriar o recinto. Quanto mais BTUs, mais potente o aparelho será. Isso deve ser levado em conta para que você não adquira um produto simples demais que não cumpra com a finalidade de deixar o ambiente agradável. Afinal, é isso que você está buscando, não é mesmo?

Veja os modelos disponíveis

Existem basicamente três modelos principais: o ar-condicionado conhecido como janela, o portátil e o split. Eles variam em preço, finalidade e na forma como são instalados. Dependendo do seu objetivo — para além de ter um espaço menos quente, obviamente — pode ser que um desses tipos seja mais adequado para o que você precisa.

Abaixo, vamos destrinchar um pouco de cada um deles. Veja!

Modelo janela

O modelo janela foi o mais popular por um bom tempo por dois motivos: foi o primeiro a chegar no Brasil e tem o preço mais em conta se comparado aos demais. Além disso, a facilidade na instalação e manutenção fez com que muitas pessoas dessem preferência a esse tipo específico de ar-condicionado.

Como o próprio nome indica, ele é instalado próximo às janelas, e não oferece a possibilidade de ser transportando a outros locais, permanecendo fixo no ponto de instalação. 

Modelo portátil

O modelo portátil pode custar mais caro, mas traz a grande vantagem de poder ser levado para qualquer ponto da casa ou do local de trabalho. Esse aspecto faz com que se tenha autonomia sobre o aparelho, já que ele não precisa ser fixado em algum ponto do imóvel.

O único quesito é que a instalação seja feita próxima a uma janela para que se possa fazer a manutenção correta do aparelho. 

Modelo split

O split se subdivide em outros três modelos, sendo eles: split janela, split piso e split teto. De acordo com a escolha feita, você também terá outras alternativas que vão além da forma mais comum ofertada no modelo janela, já que o ar-condicionado split oferece as possibilidades extras de ser instalado no chão ou no teto.

Considere o tamanho do ambiente

Existem alguns pontos que devem ser levados em conta no momento de escolher o ar-condicionado ideal. E aqui, não estamos falando somente do tipo e da potência de BTU, mas sim da combinação de uma série de fatores. Confira:

  • o tamanho do cômodo no qual o ar-condicionado será instalado;
  • quantas pessoas costumam transitar, mas sobretudo permanecer naquele ambiente;
  • a posição na qual o ar-condicionado será mais eficaz naquele espaço;
  • a incidência de sol no local e a possibilidade disso impactar a eficiência do aparelho dependendo da posição e do número de pessoas no recinto.

Considerando esses elementos e tendo a visão correta sobre eles, você conseguirá realizar a melhor escolha e aproveitar de todas as vantagens que um ar-condicionado pode trazer ao seu ambiente.

Descubra como deve ser feita a instalação

A instalação do ar-condicionado precisa que pequenas modificações sejam feitas na parede. Os tubos e fios do interior do imóvel devem estar conectados com a parte que fica na área externa.

Isso, obviamente, exigirá que pequenas perfurações sejam feitas para que os fios e tubos passem de um lado para o outro e o aparelho possa funcionar corretamente, evitando situações como superaquecimento e demais problemas de uma instalação inadequada.

Por conta desses detalhes, muitas pessoas preferem contar com uma empresa especializada, já que o serviço pode exigir certa destreza com ferramentas e conhecimentos técnicos sobre o produto.

Conheça as formas corretas de uso

Bom, convenhamos que não basta simplesmente instalar o ar-condicionado e não prestar atenção às formas corretas de uso. Os cuidados com a limpeza do aparelho e outras questões fazem toda a diferença. Por isso, separamos as principais delas para você:

Higiene do ar-condicionado

Se você não limpar os filtros e a tubulação, poderá ficar com o equipamento sujo, liberando mofo e deixando a oportunidade para desenvolvimento de ácaros, nocivos ao ambiente da sua casa ou local de trabalho. Por esse motivo, manter o ar-condicionado limpo evita que problemas desse tipo surjam.

Cuidados com a saúde

Além dos problemas de saúde que a falta de higiene pode acarretar, a própria exposição constante ao ar-condicionado pode gerar reações, como resfriados, alergias, irritações, bronquites, descamação (por conta do ar seco) e até situações mais graves, como sangramento nasal.

Óbvio que, o simples fato de utilizar o aparelho, não quer dizer necessariamente que todas essas reações ocorrerão. Isso vai depender do seu organismo e do tempo e frequência em que estará exposto ao ar-condicionado.

Segurança na utilização do ar-condicionado

Para encerrar, vamos apresentar os principais pontos que trarão segurança na utilização do aparelho:

  • verifique no manual do produto qual a periodicidade ideal de limpeza dos tubos e filtros;
  • não hesite em agendar visitas anuais de técnicos que tenham um domínio maior sobre o ar-condicionado, a fim de evitar problemas em seu funcionamento;
  • entenda que também é importante propiciar alguma circulação de ar fresco no ambiente em que o aparelho está instalado para purificar o ambiente;
  • verifique se há gás refrigerado o suficiente no ar-condicionado para o devido resfriamento do recinto;
  • limpe a serpentina, já que ela serve como propulsora para funcionamento correto das demais peças;
  • se houver tapetes grossos e carpetes, faça a limpeza constante também.

Agora que você já tem todas as informações que precisa para escolher com cautela e sabedoria o melhor produto para a sua casa ou local de trabalho, conseguirá atingir o objetivo de estar em um local bem mais refrigerado e aprazível. Com isso, aproveite para comprar o produto ideal e desfrutar das vantagens que ele oferece.

Se você gostou de saber como escolher ar-condicionado, aproveite para nos seguir nas redes sociais e continuar por dentro do nosso conteúdo! Estamos no Facebook, Twitter, Linkedin e Youtube.

Sem comentários

Cancelar