Trânsito em São Paulo: o que saber antes de comprar um imóvel

Trânsito em São Paulo: o que saber antes de comprar um imóvel

Em 2019, o maior centro político e econômico do país completa 465 anos. Apesar de viverem em um extenso território, os seus mais de 12 milhões de habitantes sofrem diariamente com a crise e o caos do trânsito em São Paulo.

Aparentemente, mais de quatro séculos de mudanças e transformações que fizeram da metrópole a principal potência econômica do país não foram suficientes para mudar o problema da mobilidade urbana, que tem se tornado cada vez pior e mais complexo.

Para você que já mora na capital paulista e pensa em comprar um imóvel, ou para você que está de mudança para a cidade mais cosmopolita do Brasil, elaboramos este post com informações sobre o trânsito em São Paulo e alguns fatores que você deverá considerar antes de fechar a compra. Boa leitura!

Dados importantes sobre o trânsito de São Paulo

De acordo com um levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET),  a capital paulista tem em torno de 7,4 carros para cada 10 habitantes. Ainda segundo a pesquisa, a cidade tem hoje aproximadamente 8,6 milhões de veículos motorizados, entre eles carros, motocicletas, ônibus e caminhões.

Pesquisa de Mobilidade Urbana na Cidade — encomendada ao Ibope Inteligência pela Rede Nossa São Paulo e divulgada em setembro de 2018 — aponta os seguintes dados:

  • o paulistano que usa carro todos os dias gasta, em média, 2 horas e 43 minutos parados no trânsito. Para aqueles que usam o transporte público, esse tempo aumenta para 2 horas e 57 minutos diários;
  • 88% dos pedestres se sentem inseguros ao andar pela cidade;
  • a porcentagem de paulistanos que têm ou já tiveram problemas de saúde relacionados à poluição é de aproximadamente 44%;
  • o carro é o meio de transporte escolhido por 24% dos entrevistados;
  • o metrô foi usado por apenas 12% em 2018;
  • 5% dos entrevistados afirmaram que se locomoveram mais com o uso do transporte por aplicativos, como o Uber e 99Taxi;
  • os trens foram a opção para apenas 3% dos paulistanos;
  • somente 2% afirmou ter se locomovido por bicicletas e 48% avaliou negativamente a manutenção das ciclovias;
  • 41% deixaria o carro em casa se o transporte público fosse melhor;
  • 37% apontou a lotação como o principal problema do transporte coletivo.

O trânsito em São Paulo não dá trégua para ninguém e, para ter a mobilidade necessária na capital paulista, sem perder horas no congestionamento, é preciso atenção na hora de escolher um bairro, que também deve combinar com o seu perfil.

Questões que devem ser analisadas antes da compra

A localização é um dos pontos que mais incomodam quem vive em São Paulo, já que o trânsito da cidade tem grande influência nessa escolha. Por isso, a localização é um dos principais fatores a serem pesquisados antes de comprar um imóvel.

A seguir, listamos alguns fatores que você deve considerar quando for escolher a localização da sua nova casa ou apartamento na cidade.

Mobilidade

Tenha sempre uma coisa em mente: São Paulo é uma megalópole. Com quase 9 milhões de veículos motorizados e mais de 12 milhões de habitantes, a capital paulista enfrenta um tráfego intenso nas principais vias da cidade.

Por isso, para otimizar ao máximo o seu tempo e fugir do trânsito, a localização do imóvel deve ser escolhida de maneira estratégica. A proximidade de estações de metrô e terminais de ônibus, além da disponibilidade de linhas que ligam o bairro aos centros expandidos, fazem toda a diferença para quem quer evitar horas de congestionamento.

Ao analisar a localização do imóvel, procure estudar como será o seu trajeto diário até o trabalho ou a escola das crianças. Descubra quais são as principais vias de acesso até o imóvel e como é a intensidade do tráfego na região. Caso as viagens em família ou a trabalho sejam frequentes, verifique também se o local tem fácil acesso às principais saídas da cidade.

Em suma, é importante ter uma noção do tempo que será gasto — ou economizado — nos deslocamentos que você fará com maior frequência para saber se a localização é adequada às suas necessidades.

Comodidade

Ainda pensando em evitar o congestionamento, é importante pesquisar a proximidade de pontos comerciais. Uma dica é pesquisar se o imóvel está localizado próximo a supermercados, farmácias, padarias e lojas em geral. 

É interessante avaliar também a presença de serviços básicos, como clínicas odontológicas e médicas, laboratórios de exames e escolas. Assim, você garante mais comodidade para atender às suas necessidades e dos seus familiares sem perder tempo parado no trânsito em São Paulo.

Segurança

Em busca de um ambiente seguro para morar, muitos compradores têm recorrido aos apartamentos e casas em condomínios fechados. Normalmente, esses empreendimentos contam com um sistema de segurança e monitoramento 24 horas por dia, o que traz a sensação de tranquilidade aos moradores.

Antes de escolher um imóvel, mesmo que ele esteja alocado em condomínios fechados, é importantíssimo ficar atento aos índices de criminalidade e segurança no bairro em que ele está localizado.

Você pode verificar se há policiamento na região ou consultar o infográfico de criminalidade bairro-a-bairro do Estadão, que traz estatísticas mensais do índice de criminalidade na capital paulista.

Características do bairro

Quando se trata de localização, algumas regiões em São Paulo são reconhecidas como as melhores para se morar. Na zona sul da capital, ganha destaque o bairro Conceição, pertinho da linha 1 azul do metrô. Ali, você tem fácil acesso a centros empresariais, comerciais, econômicos e financeiros da capital, como a Avenida Paulista e a região da Berrini.

Na zona oeste, Perdizes fica entre os queridinhos devido à proximidade com a Avenida Sumaré e com vias importantes, como a Marginal Tietê e Avenida Paulista. Na zona norte, Ipiranga cresceu bastante nos últimos anos em termos de infraestrutura e hoje conta com três estações de metrô e uma de trem.

Já a zona leste é bem conhecida pelo congestionamento intenso de veículos nos dias úteis, mas o bairro do Tatuapé conta com estação de ônibus e metrô, além de se encontrar bem próximo à Marginal Tietê e Radial Leste.

Neste post, pudemos constatar em números aquilo que a maioria dos paulistanos já conhece na prática: como o trânsito em São Paulo interfere negativamente na qualidade de vida dos seus moradores. Mobilidade, segurança e comodidade são fatores que fazem da localização o principal fator a ser considerado na hora de comprar um imóvel na capital paulista.

Nós estamos entre as três maiores empresas de São Paulo na área de lançamentos de imóveis e contamos com mais de 800 corretores associados. Você prioriza a boa localização do imóvel? Está em busca de um para investir ou morar em São Paulo? Então entre em contato com a gente e descubra o imóvel dos seus sonhos!

Sem comentários

Cancelar