Saiba como criar um banheiro seguro para as crianças

Saiba como criar um banheiro seguro para as crianças

Com o crescimento da família e a chegada dos pequenos, é preciso adotar algumas medidas para deixar o banheiro seguro. Afinal, é um ambiente da casa onde há chances de ocorrer eventuais acidentes com objetos pontiagudos, pisos escorregadios, itens que podem quebrar e provocar cortes, entre outros.

Por isso, é importante assegurar a segurança desse cômodo para evitar qualquer dor de cabeça que possa acontecer por descuido. Desse modo, a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida das crianças são preservadas. E, no final, quem ganha com tudo isso é a família toda!

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura e veja como tornar o banheiro em um ambiente seguro para as crianças!

Utilize itens de segurança

É muito comum que os pisos do banheiro escorreguem por causa da combinação da água com sabão que cai no chão ao se tomar banho. Para evitar que tombos ocorram nesse momento, é fundamental que se tenha um tapete antiderrapante dentro do box do chuveiro.

Um tapete do lado de fora do box também é importante para que o momento de sair do banho também aconteça sem perigos. No caso de haver uma banheira, instale tiras antiderrapantes no fundo dela. Outra dica legal é colocar uma cobertura emborrachada cobrindo a torneira da banheira. Desse modo, caso a criança caia em cima da torneira durante a brincadeira no banho, ninguém sai ferido.

Fique sempre de olho

Esteja sempre presente na hora do banho  principalmente, se for banho de banheira. Com isso em mente, tenha tudo o que você precisa em mãos e não deixe a criança sozinha nesse momento. Se precisar pegar algo em outro cômodo, ou atender o interfone ou o celular, leve a criança com você enrolada em uma toalha.

Esse cuidado é essencial, pois é muito fácil que uma criança se afogue dentro da banheira. Para que isso não aconteça de forma alguma, conte com uma cadeira de banho ou com a instalação de alças na lateral da banheira. Esses itens ajudam a manter a criança em segurança e trazem mais tranquilidade para os pais.

Seja ainda mais precavido e nunca deixe a banheira cheia sem monitoramento. Depois de utilizá-la, sempre esvazie a água logo em seguida, não deixando para depois. Outro hábito que faz muita diferença é em relação ao vaso sanitário, que deve estar com a tampa fechada. Assim, no caso de alguma queda, não haverá quinas ou bordas para bater a cabeça, o queixo, ou outras partes.

Vale lembrar que as crianças não devem correr de meia pelo ambiente do banheiro — e demais cômodos da casa —, pois muitos tombos feios acontecem dessa maneira. Afinal, a meia escorrega muito em contato com o chão liso, o que pode levar a muitas quedas e pancadas com machucados.

Mantenha os produtos nocivos longe do alcance

Muitas pessoas têm o costume de guardar produtos nocivos como remédios e cosméticos dentro do armário do banheiro. O ideal, por questão de conservação das propriedades desses produtos, é que eles não sejam armazenados em ambientes úmidos, como o de um banheiro. Eles devem ser guardados longe de umidade, de preferência, no quarto do casal.

Deve-se lembrar também que esses produtos precisam ser mantidos longe das crianças, por isso, aconselha-se que eles sejam guardados em um lugar alto. Como isso seria mais complicado para a praticidade do cotidiano, uma dica para solucionar esse problema é instalando travas de segurança para portas de armários e em gavetas.

Os secadores de cabelo, chapinhas, depiladores elétricos, máquinas de barbear, entre outros produtos que precisam da eletricidade para funcionar devem ser mantidos dentro desse armário com trava de segurança. Para trazer mais segurança e paz para a mente dos pais, pode-se ainda colocar tampa protetora nas tomadas. Dessa forma, evitam-se choques e brincadeiras envolvendo eletricidade e água.

Use o redutor de borda para o assento do vaso sanitário

Uma criança pequena, ao utilizar um vaso para adulto, pode sofrer quedas e causar acidentes. Por isso, o recomendado é usar assentos de encaixe, facilitando, assim, o processo para a criança se sentar. Somente as crianças maiores e que já usem o vaso poderão utilizar esse tipo de assento.

Após o uso, deve-se sempre fechar a tampa e travá-la a fim de evitar o afogamento de crianças menores — que, ao se debruçarem sobre o vaso, não terão forças para retornar da imersão. Em todos os casos, o melhor é se precaver para que tragédias não ocorram.

Proteja as pias e as bancadas

Como as crianças brincam e correm muito por toda a casa, é preciso protegê-las de todas as quinas, principalmente as presentes no banheiro. Para isso, utilize silicone ou borracha — que são macias e arredondadas — nas bordas das bias e das bancadas

Essa proteção é capaz de evitar acidentes e ferimentos graves. Deixando, portanto, as crianças mais livres para brincar sem sofrer depois com machucados e feridas.

Observe a temperatura da água

A criança pequena não deve tomar banho sem acompanhamento, pois, por não saber dosar a temperatura, há riscos de se queimar ou de sensibilizar a pele com a água muito quente. Assim, uma pessoa responsável deve ajudar na hora do banho e, também, ensinar, aos poucos, a ajustar o aquecimento da água.

O aprendizado natural vai acontecendo com o tempo, e quando o pequeno estiver maior, ele já saberá misturar a água quente com a fria. Ou seja, a preocupação com possíveis queimaduras poderá ser descartada da mente protetora dos pais.

Viu como é possível deixar o banheiro seguro para os pequenos seguindo essas dicas? Além de protegê-los, é uma forma de trazer tranquilidade para a família toda, uma vez que se evita acidentes, ferimentos graves e traumas infantis. Por isso, comece agora mesmo a deixar esse ambiente protegido, não deixe para depois!

O que achou das nossas dicas para manter o banheiro seguro? Aplicando-as na rotina, fica mais fácil proteger as crianças de tombos que poderiam ser evitados. Para ajudar mais pessoas a criar segurança no banheiro, que tal compartilhar este texto nas suas redes sociais?

Sem comentários

Cancelar