Saiba como acertar na iluminação da casa e valorizar cada ambiente

Saiba como acertar na iluminação da casa e valorizar cada ambiente

A iluminação da casa é capaz de valorizar os espaços e a decoração. Tanto a luz natural quanto a artificial devem ser pensadas ainda no projeto arquitetônico e decorativo, com a finalidade de estimular sensações, como relaxamento e concentração.

Neste artigo, vamos apresentar dicas valiosas para criar recursos que enriquecem todos os ambientes e ainda deixam os cômodos vivos e confortável. Continue lendo e confira!

Considere a temperatura da cor

Seja qual for o espaço, a tonalidade das lâmpadas requer atenção especial no planejamento de iluminação. Luzes amareladas são quentes e criam ambientes favoráveis ao descanso. Já as brancas são frias e muito indicadas para cômodos que exigem mais concentração.

É possível conferir essa informação na própria embalagem do produto. A medição é realizada com base em graus Kelvin, por isso, quanto maior a numeração definida, mais clara será a lâmpada. Geralmente, as opções variam entre 2700K e 6500K.

Aposte nas sancas e forros

Essas técnicas criam um efeito único na decoração, principalmente nas salas de estar e jantar. No caso da aplicação de luzes no interior do forro, uma exigência é que o pé-direito perca, no mínimo, 15 centímetros para a instalação ser eficiente.

A iluminação embutida aquece menos o ambiente e não ofusca tanto como os modelos convencionais. Os spots podem funcionar para complementar o projeto ou como luzes direcionais.

Outra tendência atual no design de interiores são as sancas. No geral, são molduras desenvolvidas em gesso, as quais podem ser voltadas ao centro do ambiente ou aplicadas no ponto de encontro entre o forro e a parede.

As sancas abertas permitem que o profissional instale uma iluminação indireta, utilizando lâmpadas tubulares. Em situações em que são fechadas, a aplicação de spots é uma ótima alternativa. Tanto uma como a outra proporcionam aconchego e funcionalidade ao ambiente.

Economize usando dimmers

Algumas vezes, é bom ser capaz de controlar a intensidade da luz no ambiente. Seja para auxiliar no sono, criar um clima romântico ou deixar a atmosfera mais aconchegante, o dimmer ainda ajuda na economia de energia.

É um item muito útil em quartos de bebês, salas de jantar e de TV. No entanto, apesar da eficiência, é bom destacar que nem todos os tipos de lâmpadas são compatíveis com esse sistema. As opções do mercado são:

  • incandescente: os modelos fabricados em tungstênio-halogêneo, ao escurecerem, passam pelos tons amarelo, vermelho e laranja;

  • fluorescentes compactas: antes de instalar, é preciso verificar se as lâmpadas estão com reatores de intensidade variável. Caso contrário, não funcionam;

  • LED: as compatíveis são as que contêm um transformador em sua base. Nessas situações, o dimmer deve ser específico para utilizar em lâmpadas LED.

Crie um visual harmônico

Luminárias, arandelas e abajures são elementos de decoração e devem combinar com outros itens do ambiente. Afinal, criar um projeto de decoração minimalista e utilizar lustre clássico, deixam o cômodo desequilibrado.

Um visual convidativo costuma mesclar a iluminação da casa geral com alguns pontos de luz por meio de abajures nos aparadores ou nos criados-mudos. Outra recomendação elegante são as luminárias articuladas ou arandelas, que criam uma iluminação dirigida, destacando uma obra de arte, jardins ou até mesmo uma poltrona para leitura.

Se você gostou dessas dicas para deixar a iluminação da casa mais sofisticada, conforme as tendências de decoração atuais, então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar todas as nossas atualizações: estamos no FacebookTwitterYouTube e Linkedin.

Sem comentários

Cancelar