Que tal pintar o teto? 5 formas de deixar o teto da sua casa incrível

Que tal pintar o teto? 5 formas de deixar o teto da sua casa incrível

Se fazer a pintura das paredes da casa não é tão complicado para os amadores, pintar o teto é uma tarefa um pouco mais delicada. Ainda assim, nada impossível! Além disso, pode ser uma solução para valorizar o seu imóvel.

Embora muitas pessoas acreditem que esse espaço não merece tanta atenção — por questões financeiras ou mesmo por não julgarem necessário —, o teto pode ser até um protagonista no seu projeto de decoração. Se a sua intenção for transformar completamente o ambiente, tê-lo bem decorado deve estar dentro do seu planejamento.

Interessado? Pois vamos ajudar você! Continue acompanhando este artigo para descobrir como fazer a pintura dessa região e conferir dicas incríveis para renovar o seu espaço de maneira ousada!

Entenda como pintar o teto

Essencialmente, esse serviço requer uma boa dose de paciência, pois não é nada parecido com a pintura de paredes. Ainda que ele não exija um profissional, é importante seguir algumas regras para não comprometer a estética do ambiente.

Não é tão simples conseguir um bom trabalho sem que a tinta respingue no chão ou escorra pelas paredes, por exemplo. Por isso, certas orientações são fundamentais para garantir um resultado satisfatório. Vejamos:

Prepare o espaço e os materiais necessários

Antes de tudo, você precisará de tintas específicas para o teto. Geralmente, elas são menos ralas e não correm riscos de respingar com facilidade ou manchar durante o procedimento. Se não puder, invista na aplicação de um primer antimanchas antes de adicionar a cor — já basta.

Quanto ao material para a pintura, o indicado são os rolos de lã baixa que sejam antirrespingos. Providencie também uma fita crepe larga, para proteger a parte superior das paredes, e pincéis para pintar as quinas onde o rolo não alcança.

Além disso, será imprescindível ter um espaço livre para andar livremente. Remova todos os móveis possíveis e cubra os que não puderem ser locomovidos com uma lona plástica. Proteja, inclusive, o chão com pedaços de papelão ou jornais antigos, usando a fita crepe para fixar as coberturas.

Na hora de pintar, retire as luminárias, passe uma lixa para uniformizar a superfície e limpe o local com um pano úmido. Espere a tinta secar e, só então, misture a tinta, despejando-a em uma bandeja em poucas quantidades e sempre seguindo as instruções do fabricante.

Comece a pintura

Procure começar utilizando o pincel para tonalizar as quinas que os rolos não alcançam. É necessário contornar uma faixa de, aproximadamente, 10 centímetros em toda a borda — isso vai garantir um acabamento perfeito no encontro entre a parede e o teto.

Depois, para iniciar o processo de pintura com o rolo, umedeça-o e retire o excesso de água em uma parede que não será pintada. Então, decida a direção da pintura e mão na massa! Aliás, uma boa dica para definir essa direção é realizá-la de maneira perpendicular à maior janela do ambiente. Dessa forma, você reduz o efeito de sombra sobre as faixas de tinta.

Além disso, esteja atento à pressão que coloca no rolo. Se você aplicar muita força, a tinta ficará fina e com aspecto de casca de laranja; se usar pouca pressão, ela criará manchas grossas e poderá craquelar quando estiver seca.

Confira mais dicas para decorar o teto

Às vezes, a renovação do ambiente está mesmo no teto. Por isso, preparamos mais algumas soluções cheias de personalidade para você. Confira:

1. Pinte molduras e obras de arte

Já viu aquelas clássicas molduras de gesso aplicadas nos cantos dos cômodos? Pois elas podem ser adaptadas para criar desenhos ornamentais, possibilitando inúmeras composições. Desde as mais ousadas até as tradicionais, são excelentes para conferir dinamismo ao espaço!

As estampas artísticas e aplicações de arte, por outro lado, levam personalidade à decoração. É importante destacar que, quanto mais baixo for o cômodo, mais essas estampas devem ser criadas sem tantos detalhes e em cores neutras, para não achatar o espaço. Agora, se o pé-direito for alto, sua criação pode ser mais livre — desde que combine com o restante do projeto, é claro.

2. Instale espelhos

Quando aplicados em paredes, espelhos ajudam a ampliar o ambiente. No teto, além desse detalhe, também colaboram para uma atmosfera mais dramática à decoração, principalmente quando são instalados de forma artística.

Uma sugestão é agrupar determinados números de espelhos em um formato hexagonal, de um modo que lembrem favos de mel ao refletir a iluminação.

Caso não seja adepto do teto espelhado, os revestimentos metalizados podem fazer essa função de ampliar o ambiente e estabelecer um ar mais forte ao cômodo, valorizando o ambiente por meio da iluminação. Esse tipo de aplicação, vale lembrar, fica interessante se usado apenas em um dos cômodos —por exemplo, na cozinha ou no lavado.

3. Aplique um papel de parede

A versatilidade desse material é incrível! Atualmente, a grande tendência no design de interiores é a utilizá-los no teto. Assim, ao aplicá-lo, a combinação com outros móveis e itens decorativos fica mais simples, deixando o clima do ambiente muito mais alegre e sofisticado.

4. Deixe o concreto aparente

Excelente opção para casas com decoração em estilo rústico e industrial, a utilização de concreto aparente ou cimento queimado são soluções perfeitas para criar um efeito impactante no espaço. Nesse caso, vale aplicar em todos os ambientes da casa, sem restrição!

5. Deixe o forro com uma cor diferente

Dentre as propostas anteriores, esta acaba sendo a ideia mais simples e rápida para os moradores que desejam praticidade na hora de reformar o ambiente. Ao mesmo tempo, tem a mesma capacidade de impactar positivamente que as molduras ou formatos artísticos criados com base em espelhos.

A única regra é: escolha tonalidades que harmonizem com o restante do espaço. Considere o uso de tons claros para cômodos com pé-direito mais baixo, e permita-se ousar mais se o ambiente escolhido para a pintura for mais alto.

Bom, agora você já sabe como renovar o seu ambiente de maneira simples e cheia de personalidade! Vale lembrar que, no caso das aplicações mais complicadas, a contratação de um profissional é primordial para um resultado impecável dos revestimentos.

E aí, gostou deste post sobre como pintar o teto e criar composições incríveis por meio de texturas? Então, aproveite para nos seguir nas redes sociais e acompanhe as nossas atualizações! Estamos no Facebook, no Twitter e no YouTube.

Sem comentários

Cancelar