Proteção para crianças: saiba como ter mais segurança no lar

Proteção para crianças: saiba como ter mais segurança no lar

A curiosidade é uma constante no universo infantil. Como estão se desenvolvendo, as crianças gostam de interagir com todos os elementos a sua volta. Com isso, logo surge a vontade de colocar os dedinhos em lugares como as tomadas, por exemplo.

Os acidentes domésticos são os grandes causadores de idas ao hospital e representam um risco significativo para os moradores com menos idade. Os perigos estão por toda a parte e é papel dos pais proporcionar um ambiente seguro para que os pequenos não se machuquem enquanto se aventuram pela casa.

Para que o lar seja o lugar em que os seus filhos podem se descobrir sem preocupações, é fundamental conhecer as principais medidas de proteção para crianças. A seguir, listamos algumas dicas de segurança para adotar em casa e ter mais qualidade de vida. Confira!

Use telas de proteção nas janelas

As janelas são uma grande preocupação para a segurança das crianças. É normal, por exemplo, que algo na rua chame a atenção do pequeno e o seu instinto é encontrar uma forma de subir e olhar.

Para evitar quedas, use telas de proteção em todas as janelas da residência. É fundamental conferir se a instalação foi feita corretamente e se o material é resistente. Portanto, conte sempre com uma empresa especializada.

Cuide, também, para que nenhum móvel fique abaixo da janela, de modo a evitar que a criança se pendure e se machuque.

Coloque protetores nas tomadas

Por causa dos furos e do formato, os mais jovens logo remetem a tomada a uma fonte de diversão. Porém, ela representa riscos de choque e, para evitar acidentes, é primordial contar com protetores em todos os modelos da casa.

Além disso, é preciso ter cautela com fios desconectados ligados à tomada, como os carregadores. Seu filho pode colocar o item na boca e sofrer uma descarga elétrica ou uma queimadura.

Para prevenir, desconecte todos os fios assim que terminar de usá-los e mantenha o celular e outros aparelhos carregando em uma altura superior à da criança.

Tenha cuidado com as quinas dos móveis

Os móveis que possuem quinas pontiagudas são um perigo para os seus filhos e podem causar cortes e machucados sérios. Logo, tenha cautela com esses detalhes e use protetores de quina em todas as peças da residência.

A posição dos móveis também deve ser revista. Priorize a organização do lar e remaneje as peças para que fiquem fora do caminho. Desse jeito, evitam-se esbarrões e há um corredor de passagem. Quando for adquirir novos móveis, dê preferência para os modelos com acabamento arredondado. Além de mais seguros, também são modernos.

Instale grades de proteção

Quando os pequenos começam a engatinhar e a andar, é importante delimitar os espaços aos quais eles têm acesso. Instalar grades de proteção ajuda a evitar quedas e que a criança entre em cômodos que não deveria.

Tenha grades nas escadas e vãos, nas sacadas e ao redor da piscina. Também é essencial ter uma grade na beirada das camas para que a criança não caia, se rolar. No caso das portas, instale um portão que possa ser facilmente trancado. Quando já não for mais exigido, ele é removido sem dificuldades.

Invista em tapetes antiderrapantes

Usar tapetes na decoração é um convite para os tombos, principalmente para as crianças que ainda não têm total equilíbrio. Mas, tenha calma! Não é preciso retirar todas as peças da casa e, em vez disso, basta investir em modelos que tenham ação antiderrapante.

No banheiro, essa peça se torna mais que necessária. Com a água e sabão, o chão tende a ficar escorregadio. Portanto, tenha uma opção antiderrapante e com material adequado dentro da banheira ou do box. Ainda é possível apostar em pequenos adesivos que promovem atrito no piso, deixando o chão mais seguro.

Coloque trava nos armários

Descobrir o que tem dentro dos armários é um passatempo para as crianças. Nessas brincadeiras, elas podem encontrar itens perigosos e acabar se machucando.

A ingestão de produtos de limpeza, por exemplo, pode causar intoxicação alimentar e alergias potencialmente fatais.

Para tornar a casa mais segura, coloque trava em todos os armários. Nos que armazenam produtos de limpeza, vale fechar com um cadeado e manter a chave fora do alcance.

Evite toalhas de mesa compridas

Outra dica de proteção para crianças que é deixada de lado é evitar o uso de toalhas de mesa compridas. Isso se faz necessário porque, ao usar um modelo longo, o seu filho pode puxar o tecido e derrubar, em cima dele, tudo que está na mesa.

Além de se ferir com os talheres, ainda há o risco de queimaduras, se houver algum prato quente. Por isso, prefira as toalhas curtas ou aquelas que não possuem bordas.

O mesmo vale para as cortinas: evite o uso das que são muito longas, já que o pequeno pode se pendurar no tecido, puxar o apoio da peça e ocasionar um acidente.

Mantenha itens proibidos em prateleiras altas

Alguns elementos são extremamente proibidos para as crianças, como os remédios e objetos pontiagudos. As prateleiras altas são uma forma de evitar o acesso do pequeno a esses itens.

Portanto, mantenha caixas de remédio, tesouras, estiletes e tudo que oferecer risco ao seu filho nas prateleiras altas. Cuide para que os objetos não fiquem na beirada, para que não caiam e ocasionem acidentes. Também não deixe elementos de apoio que possam servir de escada até tais pontos.

Evite deixar baldes e outros itens com água

Deixar um balde destampado com o que sobrou da água usada para lavar um cômodo parece inofensivo, certo? Porém, é algo que pode oferecer risco de afogamento para os pequenos. Bastam alguns centímetros de água para que um acidente aconteça.

Então, assim que terminar de usar um balde, esvazie-o e guarde-o no local adequado. O mesmo vale para as piscinas infláveis e outros itens que possam acumular líquido.

Mantenha, também, o vaso sanitário sempre fechado e, se quiser mais segurança, instale uma trava para evitar que o seu filho o abra.

Os pequenos são imprevisíveis e basta desviar os olhos por um segundo para que um acidente aconteça. Portanto, é imprescindível investir nas medidas de proteção para crianças de forma a tornar a casa mais segura e trazer tranquilidade a toda a família.

Quer ajudar outras famílias a ter o lar adequado para os seus filhos e evitar acidentes? Então compartilhe esse post com as dicas em suas redes sociais!

Sem comentários

Cancelar