Móveis em marchetaria: conheça mais sobre esses lindos itens

Móveis em marchetaria: conheça mais sobre esses lindos itens

Elegância, bom gosto e sofisticação: características que marcam a marchetaria e transformam a atmosfera de qualquer ambiente. Não é em vão que a arte milenar — com mais de 3 mil anos de existência — resiste ao tempo e mantém sua importância no universo da decoração.

A técnica consiste em embutir, incrustar, aplicar ou ornamentar superfícies com diferentes materiais, como madeira, metal e pedras. Ela tem como base principalmente a própria madeira. É utilizando traços, veios e cores para criar formas e desenhos que a marchetaria cria peças únicas, seja em móveis, painéis, pisos, tetos, entre outros.

Originalmente desenvolvida na Mesopotâmia, a marchetaria difundiu-se pela China e pelo Oriente Médio, chegando posteriormente à Europa. A arte pode ser encontrada tanto em peças dos antigos reis egípcios quanto do movimento da Art Nouveau, passando pela Itália Renascentista (como as paredes da Igreja Santa Maria in Organo, em Verona) e pelas cortes dos reis Luís XIV, XV e XVI.

Ainda hoje, e apesar dos altos e baixos ao longo da história, a marchetaria permanece sendo um recurso muito utilizado pela arquitetura e pelo design de interiores. Seu apelo vintage, mesclado a conceitos contemporâneos, propicia a criação de ambientes impregnados de história e identidade, conferindo um requinte singular à decoração.

No entanto, justamente por serem móveis marcantes, é preciso sensibilidade para incluí-los no ambiente — na medida certa e de forma harmônica. Podem ser aparadores, cristaleiras, bancos, mesas de cabeceira ou de canto, estantes, cômodas ou escrivaninhas, que utilizados de maneira adequada podem propiciar desde um ambiente mais descontraído (utilizando móveis com grafismos de formas geométricas simples e coloridas) até a reprodução de um cenário clássico ou rústico.

Entenda que tecnologia e tradição estão a serviço da arte

Apesar de ainda ser uma técnica artesanal (a combinação das partes e sua aplicação ainda se faz de forma manual), a marchetaria contemporânea usufrui de uma infinidade de recursos que auxiliam no seu planejamento e execução. A utilização de computadores, softwares, fresadoras e máquinas de corte a laser transformaram a atividade e proporcionaram a criação de desenhos mais complexos e detalhados.

Além disso, passou a ser possível associar a tradição e a nobreza da técnica ao uso inteligente da aplicação dos laminados de madeira, mantendo um resultado estético diferenciado. Os laminados permitem uma maior flexibilidade de combinações e facilitam o processo de fabricação, uma vez que os desenhos podem ser projetados sob as lâminas e recortados, inclusive manualmente.

Outro ponto a ser considerado é o fato de que a riqueza de formas, cores e texturas dos laminados possibilita o incremento criativo de projetos de design. O resultado é uma mistura do presente e do passado, com um custo mais acessível. Afinal, por ser um trabalho artístico, adquirir peças de marchetaria pode não ser tão barato.

Inclusive, tendo em vista o valor do investimento, vale lembrar que ao adquirir um móvel de marchetaria, você está comprando uma peça única ou com uma edição muito limitada — ou seja, uma verdadeira obra de arte. É imprescindível seguir as orientações de manutenção do fornecedor ou de quem fabricou para garantir a vida útil do móvel. Cuidados simples como não expor as peças ao sol e mantê-las longe da umidade são essenciais para manter a madeira bonita e saudável.

Saiba como usar móveis de marchetaria na decoração

Na decoração da casa, os móveis de marchetaria podem ser usados na composição de qualquer ambiente, como quartos, salas ou banheiros. No entanto, por serem peças de destaque, há que se ter cuidado redobrado para não pesar a decoração. O ideal é optar por peças mais neutras para combinar, mantendo o equilíbrio e a harmonia no ambiente, mas sem perder a criatividade.

Nesse caso, o melhor é investir em apenas uma peça por ambiente, fazendo com que ela se misture com a mobília contemporânea. Outra possibilidade interessante é desviar os móveis da sua função original. Esse exercício, além de muito divertido, pode ser extremamente charmoso. Uma boa opção é transformar uma cômoda ou mesa em uma penteadeira no banheiro.

Lembre-se que o mais importante em qualquer projeto de decoração é que ele reflita a personalidade da família. Então não tenha medo de imprimir sua personalidade no ambiente e utilize, por exemplo, a mesa ou a cadeira que herdou da vovó. Essas peças podem dar um toque todo especial ao quarto dos pequenos, carregando todo o charme das histórias de outras épocas.

Conheça as técnicas de marchetaria

Ao longo dos séculos, a marchetaria foi se desenvolvendo e incorporando técnicas de diversas culturas. Confira as técnicas mais utilizadas hoje e seus efeitos.

Marchetaria Boulle

Também conhecida como marchetaria embutida, a técnica utiliza materiais (madeira de várias espécies, casco de tartaruga, latão, estanho) cortados simultaneamente para formar um padrão decorativo;

Marchetaria Elementar

Técnica de corte sobreposto, na qual o artesão corta cada peça de forma separada. A vantagem da técnica é que ela permite obter elementos que compõem o padrão extremamente preciso, justapondo perfeitamente;

Marchetaria Vriz

Essa técnica baseia-se no princípio da superposição. Primeiro, cria-se uma composição de fundo; em seguida, uma segunda composição; e por fim, uma terceira composição (e até 5 ou 6 camadas). Essa técnica fornece efeitos de transparência, atenuação, profundidade e luz;

Khatam Kari

Antiga técnica persa na qual são utilizadas até 250 peças de metal, osso, marfim e diferentes tipos de madeira por centímetro cúbico. As peças são coladas em estágios, alisadas, oleadas e polidas, formando figuras artísticas altamente elaboradas em padrões geométricos precisos;

Marchetaria de palha

É muito semelhante à marchetaria de madeira, tendo, no entanto, a palha como matéria-prima básica. Para imitar os vários tons de folheado de madeira, a palha de trigo ou aveia é dividida e mergulhada em água fria, morna ou quente. As tiras são então passadas, combinando uma variedade de tons que vão do ouro-pálido ao marrom-escuro mais profundo.

Como você pôde ver, a marchetaria, além de valorizar nossos artesãos, é extremamente versátil e pode ser usada em qualquer ambiente. Depois dessas informações, você acha que sua casa vai ganhar um cantinho todo especial ao optar por uma peça em marchetaria? Conte para nós! Comente e não deixe de conferir outros artigos no nosso blog!

Sem comentários

Cancelar