Millennials no mercado imobiliário

Millennials no mercado imobiliário

Já ouviu falar dos millennials? Para ajudar você a entender melhor como as pessoas que fazem parte desse grupo têm mudado o mercado imobiliário, criamos este infográfico. Veja e saiba mais sobre elas!

O que são os millennials?

Millennials, também conhecidos como Geração Y, são as pessoas nascidas entre os anos de 1980 e 1996. 

Quais as principais características dos millennials?

Essa geração acompanhou o surgimento e a popularização da internet, viu o início das redes sociais e testemunhou as principais mudanças comunicacionais das últimas décadas. Os millenials são mais escolarizados do que os seus pais.

Quantos brasileiros são millennials?

70 milhões de brasileiros (34% da população) correspondem a essa geração. 43% deles vivem no Sudeste, 27% no Nordeste, 14% no Sul, 9% no Norte e apenas 8% no Centro-Oeste.

Millennials querem ter um imóvel?

Ao contrário das pessoas da Geração Y de outros países, os millennials brasileiros querem ter propriedades. 89% deles acreditam que ter uma casa é muito importante. No mundo, apenas 40% acha que ter um imóvel é necessário.

O que isso significa?

Diferentemente dos jovens de outros países, os brasileiros ainda resistem à economia compartilhada. Uber e Airbnb são exemplos de aplicativos que permitem que alguém use um serviço, sem que seja necessário ser dono de algo (carro e casa).

Millenials gostam de tecnologia?

33% dos entrevistados de uma pesquisa desenvolvida pelo Itaú disseram que testam as novidades logo após o lançamento. 31% testam um ano depois.

Todos querem comprar uma casa?

Não é possível afirmar que todos realmente querem comprar uma casa. Em todo o mundo, percebe-se que os jovens têm medo de se endividar, e não se importam em pagar aluguel.

Quanto eles ganham?

2/3 das famílias latino-americanas compostas por millennialls são consideradas de baixa renda. 58% das mulheres latinas dessa faixa etária estão desempregadas — nesse índice, destacam-se o Brasil, a Argentina e o México.

Apesar de ser hiperconectada, essa geração ainda preserva alguns sonhos semelhantes aos dos seus pais, como ter uma casa própria.

Gostou deste material? Então, deixe seu comentário!

 

Sem comentários

Cancelar