Fique por dentro da incorporação imobiliária e das vantagens para o patrimônio

Fique por dentro da incorporação imobiliária e das vantagens para o patrimônio

Quem trabalha na construção civil e atua no mercado imobiliário provavelmente já entende o que é uma incorporação imobiliária. Porém, para muitas pessoas, esse termo ainda é desconhecido. Mesmo que esteja diretamente relacionado com a compra de um imóvel e a conquista de um patrimônio.

É importante entender o que é uma incorporação imobiliária e também o que isso quer dizer quando se trata da construção de um empreendimento. É uma alternativa que envolve muitos procedimentos e documentos, além de um terreno a ser incorporado.

Caso você ainda não saiba como funciona uma incorporação imobiliária, continue por aqui e veja um pouco mais sobre o assunto, além de entender as principais vantagens dessa modalidade e qual o melhor momento para fazer uma incorporação. Vamos lá?

O que é uma incorporação imobiliária?

Primeiramente, uma incorporação imobiliária é o nome dado para o processo em que um empreendimento é construído em um terreno incorporado. Esse terreno pertence a uma terceira pessoa, que é paga para que a construção seja feita. Esse pagamento muitas vezes é feito com unidades autônomas que fazem parte do empreendimento.

O procedimento contém três figuras principais, que são muito importantes: o dono do terreno, que vai ceder o local para construção; a construtora, que ficará responsável pela obra; e a incorporadora que vai ajudar na parceria entre as duas partes, bem como no estudo de viabilidade do empreendimento e na venda das unidades ainda na planta.

Uma incorporação também pode ser vista como um documento que vai assegurar o cliente sobre a idoneidade e os conhecimentos técnicos da empresa para a construção do empreendimento. São expostas as condições legais para a obra e também as características das unidades residenciais.

Como funciona a incorporação?

Uma incorporação imobiliária funciona como uma segurança para os donos e futuros proprietários dos apartamentos a respeito da idoneidade e das técnicas do incorporador, bem como a legalidade do projeto, as características do imóvel e até mesmo as regras de convivência do condomínio.

Ela começa a partir do momento em que as construtoras/incorporadoras negociam os terrenos com os proprietários, colocando as unidades autônomas como forma de pagamento pelo uso do espaço. As demais unidades são vendidas com a finalidade de se obter o recurso financeiro para bancar a obra.

As normas que regulamentam todo o processo e também as responsabilidades de um incorporador são previstas pela Lei 4.591/64. O procedimento é bastante complexo por conta dos aspectos relacionados à atividade do incorporador e também pelo serviço do Cartório de Registro de Imóveis. Há uma lista de documentos que deve ser registrada, demandando tempo para formalizar.

A venda das unidades deve ser feita durante a obra, onde são apresentadas para os possíveis compradores os dados e informações sobre o projeto, como a planta, o memorial descritivo, materiais de construção que serão utilizados, bem como período de duração da obra e também a entrega final das chaves do apartamento.

Se ocorrer algum atraso na obra, o comprador poderá solicitar uma rescisão contratual, podendo receber os valores pagos, assim como uma multa pelo descumprimento do contrato.

As incorporadoras e imobiliárias devem fazer uma pesquisa de mercado para conhecer a rentabilidade dos empreendimentos, levando em conta alguns critérios importantes como a identificação do terreno ideal, o perfil de imóvel que deve ser construído e também os diferenciais adequados para o público-alvo dos apartamentos.

O que compõe uma incorporação?

Uma incorporação imobiliária deve trazer algumas especificações, sendo elas:

  • totalidade de área;

  • áreas internas;

  • áreas externas;

  • área construída por unidade;

Já uma incorporação pode ser feita para a construção de unidades residenciais, condomínios, prédios, loteamentos, etc.

Quais as vantagens dessa modalidade para o patrimônio da família?

A incorporação imobiliária traz diversas vantagens para o cliente, uma das principais é a segurança. Isso se deve ao fato de que ele terá certeza sobre todo o processo a partir do registro do documento em cartório, pois além de atestar os direitos e deveres das partes envolvidas, também traz as condições técnicas sobre a edificação, mostrando que o projeto está sendo feito de acordo com a lei.

Você estará adquirindo um patrimônio bastante seguro e novo. A incorporação permite a construção de prédios e condomínios que trazem mais praticidade, segurança, comodidade e qualidade de vida para os moradores.

O que levar em consideração na hora de fechar um negócio?

Antes de fechar algum negócio com uma incorporação imobiliária, que também é conhecido com a compra de um imóvel na planta, é importante levar em consideração algumas questões:

  • localização: verificar a região onde o empreendimento será construído, se ela traz benefícios para você e condições de boa qualidade de vida;

  • segurança: se o espaço é seguro, bem como a vizinhança;

  • áreas de lazer: analise a existência de áreas de lazer, que trazem muitas vantagens para os moradores;

  • formas de pagamento: conheça as formas de pagamento disponíveis, para saber se cabem nas suas expectativas e também no seu orçamento.

Por fim, vale a pena destacar o papel das partes envolvidas na incorporação. A construtora deve realizar a obra dentro do prazo estipulado em projeto e utilizando dos materiais descritos no memorial. A incorporadora é responsável por seguir todo o procedimento de acordo com o que determina a lei, fazer a venda das unidades e assegurar o comprador sobre todo o processo. E, por fim, o dono do terreno deve disponibilizar o espaço para fazer a construção, negociando as unidades sub-rogadas como forma de pagamento.

Mesmo com os desafios que uma incorporação imobiliária oferece, ela se mostra como um tipo de negócio, sendo uma excelente oportunidade para se adquirir um imóvel e começar a construir um patrimônio. O comprador poderá acompanhar o andamento da obra e pagar pelo apartamento durante esse tempo, então muito possivelmente o imóvel estará totalmente quitado no momento de entrega do empreendimento.

O que você achou deste conteúdo? Gostou de aprender um pouco mais sobre como funciona uma incorporação imobiliária e as suas principais vantagens? Ficou interessado em ver mais assuntos como esse? Então, aproveite para conferir 4 dicas de como fazer um investimento em imóveis!

Sem comentários

Cancelar