Filtro ou purificador? Conheça boas dicas de como escolher o ideal!

Filtro ou purificador? Conheça boas dicas de como escolher o ideal!

Os cuidados com nossa saúde e a busca por qualidade de vida passam por diferentes pontos que se complementam, não é mesmo? Um deles é o aspecto da água que bebemos, esse bem tão fundamental e rotineiro em nossas vidas. Entender se filtro ou purificador é a escolha ideal para sua casa é importante nesse processo.

Afinal, nem só exercícios físicos e práticas como a yoga garantem nossa saúde. Se nos atentarmos aos detalhes, que vão desde nossa dieta até a qualidade da água em nosso lar, podemos também contribuir para uma vida mais saudável.

Se você quer entender a diferença entre filtro e purificador, além de acessar boas dicas para o escolher o ideal, continue lendo e aprenda com as informações a seguir.

A diferença entre filtro e purificador

Somente entendendo como o filtro e o purificador funcionam é que podemos tomar a melhor decisão entre um e outro. Abaixo, separamos informações importantes para você. Veja!

Filtro

Dos filtros de plástico, passando pelo ozonizador até o tradicional filtro de barro, são muitas as opções disponíveis para você. O mais popular no Brasil é o filtro de barro, que tem como peculiaridades o fato de ser feito artesanalmente e realizar a filtragem das impurezas contidas na água por meio de uma vela localizada em seu interior.

Ele vale a pena para quem recebe água tratada em casa, já que seu filtro interno não evita bactérias nem o cloro, apenas sujeiras mais grosseiras que possam estar no líquido.

Seu preço mais em conta e a sensação de frescor da água armazenada no recipiente de barro fazem com que seja muito popular no Brasil. Algumas pessoas até afirmam, erroneamente, que ele é melhor pela “água ter gosto”, se referindo ao sabor inicial que pode aparecer nele por conta da cerâmica.

Purificador

O purificador se destaca por sua praticidade, já que é conectado a uma torneira ou ao próprio encanamento. Ali se tem água disponível o tempo todo, sem precisar esperar pela filtragem quando é recém-colocada água, como acontece no filtro de barro.

Pode ser mais eficiente que o recipiente artesanal, pois a combinação de diversos elementos de filtragem presentes em seu aparelho faz o cloro ser eliminado. Alguns purificadores mais sofisticados até mesmo evitam a presença de bactérias.

Porém, se a água recebida em sua casa não for tratada ou se você utilizar um modelo de armazenamento mais antigo, como poços artesanais, deve ficar atento, já que o purificador é ligado diretamente ao sistema de abastecimento de sua residência.

Diferentes modelos de filtros

Neste tópico, vamos explorar alguns modelos de filtragem de água que ultrapassam as formas mais comuns, como o recipiente de barro e o purificador. Você verá que existem alternativas no mercado e que elas também têm vantagens e desvantagens que merecem ser consideradas. Confira!

Ozonizador

Os ozonizadores fazem a purificação da água por meio do gás ozônio. Apesar de serem bastante eficientes por conta desse método, exigem que a água passe por esse processo por um período que dura de 10 a 15 minutos para ser ingerida com segurança.

Justamente por ser um gás, ou seja, extremamente volátil, isso se torna sua principal desvantagem, já que o ozônio passa rapidamente pela água e demora esse tempo para conseguir purificá-la.

Filtro de pressão

O filtro de pressão pode ser instalado como uma torneira e sai mais barato que os purificadores por ser um aparelho bem simples. O único problema está no fato de que muitas impurezas podem acabar passando devido à pressão vinda do encanamento, que empurra a água junto com as impurezas para a saída dessa peça. Por isso, se o abastecimento de água da sua cidade não for o melhor, pode não valer a pena contar com essa opção.

Filtro central

O filtro central tem como maior peculiaridade realizar a filtragem de toda a água da sua casa. Ele é instalado em um ponto antes do registro e acaba sendo bastante interessante pelos seguintes fatores:

  • higieniza a caixa d’água;
  • aumenta a vida de aparelhos que utilizam água, como a máquina de lavar, por conta da pureza do líquido que chega até ela;
  • evita que o chuveiro seja entupido devido à retenção das impurezas que poderiam bloquear a passagem da água;
  • fornece uma água mais pura para ser ingerida.

Obviamente, ter acesso a todas essas benesses não sai barato e o investimento a ser feito para comprar um filtro central e instalá-lo pode ser alto. Todavia, as vantagens são significativas e cabe a você julgar o que valerá a pena no momento de escolher a melhor filtragem de água para o seu lar.

Dicas de qualidade e segurança

Abaixo vamos apresentar algumas dicas de qualidade e segurança tanto para o filtro de barro, quanto o purificador. Preste bem atenção a elas para ter água limpa e saudável em sua casa.

Filtro 

Os filtros que você mais deve prestar atenção à limpeza por conta do caráter manual que eles têm são o filtro de barro e o galão de água mineral. No caso do filtro de barro, a higienização da parte interna do recipiente de barro deve ser feita mensalmente por meio da fricção de uma casca de limão em suas paredes, que depois deve ser lavada com bastante água.

A limpeza da vela deve ser feita sem qualquer produto químico, nem adição de água. Ambos os elementos poderiam contaminar esse objeto filtrador e prejudicar a sua função.

A vida útil da vela está relacionada ao quanto a água recebida em sua casa é pura, já que quanto mais ela tiver de filtrar, menos durará. A média para grandes cidades brasileiras é de 6 meses, mas caso sinta qualquer alteração na água que está tomando você deve trocar antes.

No caso do galão de água mineral, você deve manter limpa base na qual ele se apoia bem como a sua saída de água. O galão deve ser sempre transparente sendo possível averiguar a cor do líquido dentro dele e não deve vir envolto em plástico nem nenhum outro material. Para limpar o bocal e a base na qual se encaixa você pode utilizar de uma a duas colheres de água sanitária e depois enxaguar bem passando uma bucha para retirar quaisquer impurezas.

Purificador

O purificador deve ser higienizado por meio das instruções contidas em seu manual. Por ser um aparelho mecânico, é importante que você se atente a isso para não danificá-lo e correr o risco de ingerir algo que não é saudável. Você deve estar atento, também, à substituição periódica dos itens que fazem a filtragem dessa peça, fazendo com que a água esteja sempre limpa e pura em sua casa.

Como pode ver, informação é o que não falta no momento de escolher a forma mais segura e saudável de filtragem de água. Os preços variam e as características de cada item também. Levando em conta todos os aspectos e fazendo uma comparação, você poderá chegar à melhor decisão. Aproveite bem as informações dadas neste post para fazer isso da forma correta.

Gostou de conhecer essas dicas sobre como escolher o filtro ou purificador ideal? Então, compartilhe este post nas redes sociais e faça com que mais pessoas se conscientizem sobre o assunto!

Sem comentários

Cancelar