Conheça 5 dicas para evitar custos com imóveis parados!

Conheça 5 dicas para evitar custos com imóveis parados!

Comprar um imóvel não é uma tarefa fácil, pois requer planejamento financeiro e a realização de economias, ainda mais se essa compra for para um investimento. Se você não conseguir alugar ou encontrar um novo comprador, pode acabar tendo prejuízos, uma vez que existem muitos custos com imóveis parados.

Quanto mais tempo se passa, maiores são os custos que a aquisição traz para o comprador, e muitas pessoas não sabem o que fazer até que ele comece a dar retorno. Continue a leitura para entender quais são os custos e consequências com um imóvel parado, além de aprender algumas dicas para evitar esses problemas! Vamos lá?!

Quais as consequências que um imóvel parado pode trazer?

Imóveis parados podem afetar negativamente a rentabilidade de um investimento. Muitas pessoas acabam comprando uma casa ou apartamento com a intenção de alugar ou encontrar um novo comprador. Porém, cada mês que não há um retorno financeiro acaba por prejudicar diretamente na lucratividade do negócio.

Portanto, para se realizar um bom investimento é preciso saber se ele tem um alto potencial de retorno. Como comprador, você precisa saber a melhor forma de encontrar pessoas interessadas em alugar ou comprar imóveis, para que eles fiquem inutilizados o menor tempo possível. Veja a seguir algumas das consequências de ter um imóvel parado.

Diminuição de renda

As consequências que um imóvel parado pode trazer começa na diminuição de renda, uma vez que eles não geram ganhos para o investidor. Ou seja, você não vai receber nenhum retorno financeiro e vai ter apenas uma propriedade em seu nome.

Aumento dos custos

Após isso, aparecem os custos. Dependendo do tipo de imóvel adquirido, você terá que arcar com os custos de condomínio, pagamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), dentre outros gastos que aparecem e acabam mexendo com o seu bolso.

Manutenção

Mesmo que o imóvel esteja parado, podem surgir alguns problemas por conta do tempo que passa e até pela falta de uso. Dessa forma, você fica responsável pelos custos com manutenção do local. É importante realizar esses reparos para que o seu bem se mantenha atrativo para possíveis interessados.

Além dos três principais pontos que foram citados, o investidor ainda tem custos na hora de procurar interessados em alugar ou comprar o imóvel. São esforços que geram estresse e cansaço para as pessoas envolvidas. 

É muito importante que você saiba equilibrar esses custos para que, quando conseguir vender ou alugar o seu imóvel, seja possível obter o retorno financeiro e geração de lucros para cobrir com tudo o que foi gasto.

Como evitar custos com imóveis parados?

Mesmo que pareça difícil evitar esses custos, existem alguns aspectos e ações que você pode realizar para se ver livre dessa situação. Além de aguardar o aparecimento de pessoas interessadas, também é necessário dar uma boa visibilidade sobre os imóveis.

1. Realize uma compra consciente

Primeiramente, você deve ter consciência de que o imóvel que você está comprando e investindo é atraente para futuros moradores. Essa é uma das principais ações para evitar que o seu bem fique parado e gerando gastos. Portanto, avalie a qualidade da casa ou apartamento antes de comprar.

Não se deixe levar apenas por uma análise superficial. Mesmo que o imóvel tenha uma boa estrutura para morar, muitas vezes a localização acaba prejudicando os benefícios dele. Sendo assim, veja toda a viabilidade: se está bem localizado, sem tem um bom custo-benefício e em boas condições de uso.

2. Planeje a experiência de compra

Outro ponto importante a ser feito é planejar a experiência de comprar um imóvel de uma forma que seja satisfatória. Para isso, enxergue todos os pontos da sua nova aquisição e encontre motivos que podem levar um comprador até você.

Sempre ressalte os atrativos do seu imóvel, apresentando os aspectos positivos que ele traz. É também muito importante que você seja prestativo na hora de solucionar as dúvidas dos seus possíveis compradores.

Saiba como realizar uma boa negociação de compra ou locação e se mostre interessado em ajudar quem está negociando com você. Tudo aquilo que for feito em prol da satisfação do cliente pode ser uma diferencial para o momento da tomada de decisão.

3. Seja proativo para manter o interesse 

Conquistar um possível comprador é muito difícil, ainda mais porque quem deseja adquirir um novo imóvel busca por várias opções. Sendo assim, entre todas as alternativas que aparecem, é muito importante que você seja proativo para que a pessoa mantenha o interesse em comprar o seu bem.

Para isso, procure enviar mensagens ou fazer ligações para lembrar aos compradores a disponibilidade do seu imóvel e para entender quais os principais pontos que eles buscam na compra. Realizar essa ação é fundamental para evitar custos com imóveis parados e futuros problemas para você!

4. Conheça os atributos do seu imóvel

Outros aspectos importantes que devem ser considerados são os atributos mais valorizados no seu imóvel e que podem ser um atrativo para o público. Caso o interessado seja um estudante em busca de um local para viver durante os anos de faculdade, um ponto importante é o valor do aluguel.

Se os interessados são uma família com dois filhos, por exemplo, um atrativo para eles seria as áreas comuns do local, o conforto que o apartamento ou casa apresentam e o espaço que o imóvel tem.

5. Seja flexível na negociação

Quando uma pessoa se mostra interessada em negociar, isso quer dizer que ela tem grandes chances de fechar a compra. Sendo assim, essa é uma ótima oportunidade que você tem para evitar que o imóvel fique parado.

É importante ser flexível em uma negociação e buscar mostrar que ambas as partes podem sair ganhando. Uma das coisas que pode fazer é reduzir um pouco o valor do aluguel ou diminuir o valor das parcelas da compra. É melhor propor uma dessas opções do que passar mais alguns meses com o imóvel vazio.

Agora que você já viu como evitar custos e consequências com imóveis parados, ficou mais fácil não deixar que isso aconteça. Mantenha uma boa negociação e garanta flexibilidade em ambas as partes, pois assim todos saem ganhando no final.

E então, gostou de aprender um pouco mais sobre como lidar com os custos com imóveis parados? Então compartilhe este post nas suas redes sociais para que mais pessoas vejam essas dicas!

Sem comentários

Cancelar