Confira 7 dicas para deixar a casa mais iluminada

Confira 7 dicas para deixar a casa mais iluminada

Melhorar a iluminação da casa pode fazer com que você viva em um ambiente mais agradável e, até mesmo, economize no uso de energia elétrica, contribuindo para a preservação do meio ambiente. Na verdade, por mais simples que esse tema possa parecer, ele não é tão irrelevante assim.

A forma como muitas residências são projetadas, a falta de espaço e o excesso de móveis, além de seus tamanhos inadequados para o imóvel, podem comprometer a entrada de luz natural no ambiente. Por isso, apresentaremos algumas dicas aplicáveis à sua casa para que você vire esse jogo e aproveite melhor iluminação em seus cômodos. Então, confira até o fim!

1. Unifique ambientes

Se você está pensando em reformar o seu imóvel ou está disposto a fazer isso para morar em um local mais confortável e bem iluminado, precisa considerar a possibilidade de unificar os ambientes. Com a ajuda de um profissional para realizar isso de forma adequada, você pode derrubar algumas paredes e criar espaços mais abertos para aumentar a incidência da luz do sol.

Pense que os únicos cômodos que precisarão de alguma separação entre eles e as demais partes da casa são os quartos e os banheiros. Ainda assim, no caso dos quartos, você pode usar uma meia parede, sem precisar fechá-los completamente, transformando a sua residência em um loft, por exemplo. Dessa forma, você não só contribui para a entrada de luz natural, como também pode dar um aspecto extremamente sofisticado ao imóvel.

Como pode ver, uma motivação objetiva, como deixar o seu imóvel mais bem iluminado, por exemplo, não elimina a elegância e o bom gosto. Portanto, não deixe de levar essa questão em consideração.

2. Escolha a lâmpada ideal

Você já deve ter ouvido falar sobre as lâmpadas de LED, não é mesmo? Pois bem, a grande vantagem delas é que emitem boa quantidade de luz com baixo consumo de energia. Além disso, a iluminação emitida por elas é de cor branca, o que contribui ainda mais para um ambiente leve e iluminado em seu lar.

As lâmpadas de tom amarelado — sobretudo as mais comuns, que há até pouco tempo atrás eram umas das únicas a serem encontradas no comércio —, consomem mais energia e não oferecem a mesma capacidade de iluminação que uma lâmpada de LED. Além disso, a tonalidade amarela é mais indicada para abajures e cômodos onde se queira dar um tom mais intimista e aconchegante.

3. Use vidros incolores

Outra estratégia incrível que, além de permitir o aproveitamento da luz solar, traz charme à ambientação da sua residência é o uso de vidros incolores e translúcidos, que permitem um melhor aproveitamento da iluminação natural sem que se perca a sua privacidade, podendo ser usados na substituição de paredes ou em portas — inteira ou da metade para cima. 

4. Evite o uso de cortinas

Se uma parte da sua residência está voltada para uma vista livre de vizinhos, como uma mata, por exemplo, evite o uso de cortinas. Mesmo que você opte por um material mais leve e que permita certa passagem de luz pela janela, ainda ocorre um bloqueio — ainda que seja mínimo — da entrada de luz natural na sua casa.

Nesse sentido, outra boa dica é investir em esquadrias maiores caso você esteja disposto a enfrentar reformas para a instalação de novas janelas que permitam a incidência da iluminação solar de forma mais abundante.

Lembre-se de que não são todos cômodos que precisam ser acobertados do olhar alheio e, caso opte por utilizar cortinas, não as deixem encobrindo o ambiente externo durante todo o dia.

5. Acerte na escolha dos móveis

Se você mora em um apartamento pequeno, por exemplo, qual é o sentido de ter grandes e largos móveis rústicos espalhados pelos cômodos? Além de tornarem o ambiente menos agradável pelo mau aproveitamento do espaço, eles fazem com que você bloqueie boa parte da entrada de luz natural que poderia chegar até o seu imóvel.

Por isso, reflita na escolha dos móveis. Pesquise e observe quais modelos se adaptam melhor ao ambiente da sua casa e jamais coloque peças mais altas no centro dos cômodos, pois, elas podem obstruir a luz do sol. Elas podem ficar encostadas nas paredes, enquanto as mesinhas e objetos de menor proporção podem ficar no meio do local sem atrapalhar o aproveitamento do espaço e da incidência solar.

6. Prefira escadas transparentes ou suspensas

Outro ponto que pode comprometer a entrada de luz natural na sua casa são as escadas. Se elas forem em espiral ou, até mesmo, no modelo tradicional, saiba que podem bloquear a visão do lado externo, comprometendo o objetivo de clarear a sua residência naturalmente.

Nesse sentido, o uso de escadas transparentes — como as de vidro, por exemplo — ou, até mesmo, as suspensas, que parecem “flutuar”, contribuem bastante para o seu objetivo de iluminar o lar naturalmente. A vantagem é que há muitas as alternativas de arquitetura disponíveis nos dias atuais, e pesquisando um pouco você poderá escolher aquela que melhor se adéqua ao seu imóvel.

7. Cuide das cores da parede

As cores da parede da sua casa é um ponto essencial, pois, mesmo durante a noite com o uso de luz artificial, você poderá aproveitar melhor a luminosidade produzida pelas lâmpadas ao dar preferência às tonalidades mais claras.

Afinal, quanto mais escuras forem as paredes, menos elas refletirão a luz, o que pode minar o seu propósito de deixar o cômodo mais bem iluminado. Outra boa estratégia é pensar nas cores do piso que, se forem mais claros, também contribuirão para uma leveza maior no ambiente e melhor iluminação.

Com esses direcionamentos, você poderá facilmente moldar a sua residência da forma como deseja para melhor aproveitar a incidência de luz. Assim, você terá um ambiente mais confortável, além de contribuir para a economia de energia e um ambiente mais sustentável. 

Gostou destas dicas para melhorar a iluminação da casa? Então, aproveite para conferir também como acertar na iluminação e valorizar cada ambiente corretamente.

Sem comentários

Cancelar