Aprenda de uma vez por todas a cultivar suculentas em casa

Aprenda de uma vez por todas a cultivar suculentas em casa

A nossa casa é o lugar onde dividimos os melhores momentos com a família, amigos e também sozinhos. Então, nada mais justo do que morar em um ambiente acolhedor e que reflita a nossa personalidade, não é? Quando se pensa em trazer mais conforto para o lar, as plantas sempre são recomendadas. Elas contribuem para nos manter em conexão com a natureza, o que provoca uma sensação de bem-estar.

Porém, nem todo mundo tem disponibilidade para dar a atenção que a maioria das plantas precisa. Pensando nisso, disponibilizamos dicas de como cultivar suculentas em casa. Essas plantinhas vão trazer o verde que você precisa e, o melhor, demandando poucos cuidados básicos. Confira neste post!

Como as suculentas podem incrementar a decoração?

Quando pensamos em decoração, muitas vezes lembramos do mobiliário, das cores, dos quadros e até de alguns itens como almofadas, tapetes e cortinas. Mas você sabia que a vegetação também é uma forma de decorar? Além de conferir mais vida e aconchego para os ambientes, as plantas ajudam a trazer mais cor, deixando-o com a sua personalidade.

As suculentas estão em alta e muitas espécies não precisam da luz direta do sol para viver. Logo, você pode trazê-las para dentro de casa com facilidade para decorar quartos, salas de TV ou de estar, e até banheiros. Nos quartos, você pode usá-las em criados-mudos ao lado da cama ou em prateleiras na parede. Nas salas, elas trazem um charme especial para as mesas de jantar, laterais, de centro, e também para os racks de TV. Já nos banheiros elas podem ficar em vasinhos pequenos sobre a bancada.

Uma sugestão é usar as suculentas em estantes de plantas ou jardins verticais na parede para criar um cantinho verde em casa. Dessa forma, você consegue um pequeno ambiente dedicado para as plantas, aproveitando o espaço livre para decorar.

Como cultivar suculentas corretamente?

Se você gostou da ideia de ter suculentas em casa, provavelmente está com algumas dúvidas sobre os cuidados necessários na hora de cultivá-las. Veja agora nossas dicas e aprenda de uma vez por todas!

Plante em um vaso apropriado

Basicamente, quando adquiridas em floriculturas e lojas de jardinagem, as suculentas são comercializadas em vasos pequenos de plástico. Já no caso das compras em lojas de produtos de decoração ou personalizados, elas podem vir em recipientes diversos, desde vasos de concreto e madeira até vasos improvisados, como canecas de porcelana ou potes e aquários de vidro.

Entretanto, se você pretende cultivar as suculentas por mais tempo, os vasos pequenos podem não ser adequados, já que não oferecem espaço suficiente para elas crescerem. O lado positivo é que esse tipo de vegetação é pouco exigente quanto ao material do vaso. Dessa forma, a maioria delas pode ser criada em vasos de cerâmica, concreto, fibra de coco, e mesmo nos de plástico.

A principal dica aqui é transplantar a suculenta para um vaso maior caso perceber que ela está murchando ou não está crescendo. Fora isso, você pode usar aquele que combinar melhor com a decoração da casa!

Mantenha os vasos em local arejado

Apesar de serem bastante resistentes ao sol e à falta de água, as suculentas ainda precisam ficar em locais bem ventilados para sobreviver. Por isso, tome o cuidado de posicioná-las próximo a janelas ou em locais com boa circulação de ar.

Se sua plantinha estiver em um banheiro, que é um ambiente úmido, tente colocá-la perto da janela para garantir que viva por mais tempo. Além disso, é sempre bom levá-la para um local mais aberto de vez em quando, já que os banheiros muitas vezes ficam quentes e abafados após o banho, o que pode prejudicar a planta.

Utilize a quantidade certa de água para a rega

As suculentas são tipicamente uma vegetação de clima árido. Por isso elas precisaram se adaptar ao clima, desenvolvendo folhas carnudas, que armazenam água em seu interior. Então, assim como os cactos, as suculentas não demandam muita água para viver.

Ao contrário da maioria das plantas, que precisam de rega todos os dias, as suculentas necessitam apenas de duas a três colheres de sopa de água, duas vezes na semana. Caso o clima esteja muito seco, a rotina de rega pode ser alterada para dia sim, dia não.

Lembramos ainda que o excesso de umidade é ruim para as elas, pois pode provocar o apodrecimento das folhas e do caule, reduzindo o tempo de vida desse tipo de vegetação.

Faça a adubação e drenagem

Também por conta do excesso de umidade, os vasos das suculentas devem ser montados com uma camada drenante sob a terra. Para isso, você pode usar argila estendida, brita ou pedrinhas. Se o vaso for de plástico, é possível fazer furos para a água escorrer com maior facilidade.

Sabendo que as suculentas são plantas bem resistentes, não é difícil imaginar que elas necessitam de pouco adubo em seu substrato. Montar o vaso com um pouco de cascas de ovos na terra já ajuda a liberar os nutrientes que elas precisam. Entretanto, você também pode usar adubos orgânicos a cada três meses para garantir plantinhas saudáveis.

Como obter novas mudas de suculentas?

Além de todas essas vantagens, as suculentas também são muito fáceis de criar novas mudas. Basta selecionar algumas folhas saudáveis da planta e posicioná-las sobre a terra adubada. Na primeira semana não precisa regar, porque isso pode apodrecer as folhas. Por esse mesmo motivo, também não é recomendado enterrar as folhas.

Apenas deixe-as em um local arejado e, a partir da segunda semana, regue com conta-gotas duas vezes por semana. Algumas espécies demoram um pouco mais para brotar, outras apresentam resultados em poucas semanas.

Por fim, também é possível plantar as suculentas a partir de sementes. Entretanto, esse método é mais demorado. Dependendo da espécie, pode demorar um ano para brotar a primeira folhinha.

Com todas essas dicas ficou fácil cultivar suculentas em casa! Você pode soltar a criatividade para criar projetos próprios de terrários, arranjos de mesa e jardins de suculentas com espécies variadas. Os cuidados que elas exigem são mínimos, e elas vivem por muito tempo para alegrar a casa e trazer bastante vida para a decoração do seu lar!

E então, você gostou deste conteúdo? Para saber mais dicas e tendências de decoração, curta a nossa página do Facebook!

Sem comentários

Cancelar