Afinal, como funciona a permuta de imóveis? (ESTENDER + 1000 PALAVRAS)

Afinal, como funciona a permuta de imóveis? (ESTENDER + 1000 PALAVRAS)

No mercado imobiliário, existem várias formas de adquirir ou vender um imóvel que exigem paciência, cuidado e disposição do vendedor e do comprador. Porém, há uma opção que tem ganhado muito espaço dentro das negociações imobiliárias: a permuta de imóveis.

Essa alternativa atenderá a necessidade de uma planta nova que contemple modernidade e inovação. Isso costuma melhorar a saúde dos moradores, considerado que o conforto diminui o estresse. Nesses contratos, é possível fazer uma permuta de imóveis maiores que supram a demanda de espaço de uma provável expansão familiar.

A permuta consente a realização de uma troca de bens que tenham valores equivalentes entre os negociantes. Nesses casos, raramente o pagamento é feito monetariamente. Continue aqui e conheça um pouco mais sobre como funciona a permuta de imóveis.

O que é uma permuta de imóveis?

A permuta de imóveis é mais uma das modalidades de negócio do ramo imobiliário. Nela, as duas partes fazem uma troca de bens ao mesmo tempo. No caso de negócios desse setor, a troca pode ser feita com casas, apartamentos, terrenos ou imóveis comerciais.

Para que o contrato da permuta seja firmado, os bens trocados devem ser equivalentes, ou seja, os imóveis precisam ter o mesmo valor de venda. Porém, ainda é possível permutar imóveis que tenham preços diferentes desde que uma compensação da diferença seja feita por meio de pagamento em dinheiro. Essa transação é denominada como torna.

A fim de garantir que tudo dê certo em uma permuta e de evitar problemas futuros, é necessário que as partes realizem o processo com muita calma e atenção, assim como em qualquer tipo de negociação. O contrato deve ser lido e analisado com cautela para que ninguém saia no prejuízo.

Quais imóveis entram na permuta?

Como já foi dito, a permuta vale para casas, apartamentos, terrenos e, até mesmo, imóveis comerciais. Unidades que ainda serão construídas também podem ser permutadas, mas a troca não precisa, necessariamente, ser realizada apenas entre imóveis do mesmo tipo. Por exemplo, ela pode ser feita entre uma casa e um apartamento, ou um apartamento e um comércio, com ou sem a torna, dependendo do valor que foi estipulado para a permuta.

Um imóvel abrange um terreno onde possam ser realizadas incorporações de forma natural ou artificial. Isto é, a construção de conjuntos habitacionais, edifícios residenciais, comerciais e empresariais, galpões e armazéns para fábricas. Assim, a permuta não pode ser feita em troca de bens como veículos, ações, quotas e outros recursos.

Diante disso, é preciso respeitar algumas exigências para que um imóvel entre na permuta. Conheça um pouco mais a fundo:

  • propriedade finalizada ou a ser construída;

  • propriedade para pronta entrega com propósito de venda da unidade autônoma ou isolada;

  • terreno adquirido para ser vendido com ou sem construção;

  • terreno resultante de loteamento;

  • lote resultante da fragmentação do terreno;

  • parte diferente de integração imobiliária.

Como funciona a permuta de imóveis?

A permuta é um processo que tem se tornado bastante popular entre os proprietários na venda e compra de imóveis mesmo que ainda seja um desafio para o mercado pelo fato de a moeda de troca consistir em bens de valores equivalentes. Veja alguns aspectos que devem ser considerados nesse processo.

Contratação de uma imobiliária

Seja para compra ou permuta de imóveis, o indicado é procurar uma imobiliária altamente qualificada e experiente para lidar com toda a burocracia e facilitar o processo de negociação.

Os profissionais já conhecem as práticas necessárias nesse tipo de transação e saberão ajudar com a documentação necessária, localização da propriedade de valor equivalente e inúmeras outras condições contratuais.

Além disso, trabalhando como um terceiro, a imobiliária saberá precificar o custo da estrutura sem interferência emocional dos indivíduos que querem fazer uma permuta. Isso evita muitos conflitos gerados em processos como esse.

Avaliação do imóvel

A imobiliária ajudará, inclusive, na questão de avaliar os imóveis que serão permutados. Esse passo é muito importante para definir as condições de cada um dos bens e se os valores deles são equivalentes. Nessa etapa também é estipulado se será necessário ou não o pagamento de uma diferença em dinheiro para compensar o valor da permuta.

A ajuda de um profissional especializado que trabalha na área de avaliação é primordial nessa categoria de negociação. Ele consegue fazer um levantamento completo tanto da parte externa quanto da parte interna, relativa a instalações elétricas, gás, residuais e ao fornecimento de água.

Com isso, você evitará que problemas futuros tirem a sua tranquilidade e reduzam a qualidade de vida no imóvel adquirido. Apesar disso, não se limite apenas ao especialista, a sua visão sobre o bem escolhido precisa condizer com os seus projetos pessoais.

Acordo entre as partes

A permuta imobiliária é uma transação comercial como qualquer outra, ou seja, também deve ser assegurada judicialmente. É necessário que haja um acordo prévio entre as partes sobre os imóveis permutados e os valores envolvidos no processo.

A negociação deve ser firmada por meio de um contrato e toda a documentação de ambas as partes precisa estar de acordo com o solicitado. O acordo legal deve ser todo escriturado. Lembre-se de que a escritura vale cerca de 4% a 6% do valor total do bem.

O acordo entre as partes não é dispensado perante o envolvimento de pagamento para execução da troca de propriedades. A permuta definirá a divisão de despesas exigidas para realizar a transação. Em uma compra de imóvel comum, esses custos são assumidos apenas pela parte compradora.

Novamente, a escolha de profissionais se faz muito importante, pois esse responsável visitará os dois imóveis. Então, para que tudo ocorra de forma justa e ambos os clientes tenham vantagens, a imobiliária responsável precisa exercer suas atividades com valores sólidos de honestidade.

Vantagens de uma permuta de imóveis

Uma das principais vantagens da permuta imobiliária é a isenção do Imposto de Renda. Ela acontece porque a Receita Federal considera o imóvel como sendo declarado pelo antigo dono, o que descarta o pagamento do tributo. Mas, quando há realização de torna, o valor do imposto deverá ser quitado por quem receber a diferença em dinheiro.

Outro benefício da permuta é que você fica livre de parcelas de empréstimos ou de financiamentos com juros mensais, fora as burocracias que são bem menores se comparadas a outras negociações.

Depois que a troca dos imóveis for efetivada, o novo proprietário poderá fazer o que bem entender com sua propriedade: alugar, revender, reformar, morar, e, até mesmo, construir um novo empreendimento.

A permuta também é uma das negociações mais fáceis e ágeis de serem realizadas, ainda mais se você tem pressa em conseguir a nova propriedade. O processo possibilita a troca do imóvel por outro em um prazo menor que o esperado.

Além de todas as vantagens que já foram mencionadas, a permuta ainda é considerada uma das negociações mais econômicas porque o comprador não precisa custear todo o valor do imóvel e nem arcar com impostos de uma compra total de imóveis.

Cuidados a serem tomados na permuta de imóveis

Como em todo processo de compra e venda, a permuta exige que os envolvidos tomem alguns cuidados para não saírem no prejuízo mesmo que isso seja muito raro em uma transação desse tipo.

Fique atento às condições do imóvel que você receberá na troca. Veja se ele está em bom estado para uso e se será necessário gastar mais para melhorá-lo. Além disso, preste atenção às cláusulas do contrato, ainda mais se houver o acréscimo de torna para igualizar os bens permutados.

O contrato firmado deve estar de acordo com os desejos de ambas as partes e conter todas as informações sobre a negociação. Por isso, é importante contar com o auxílio de uma imobiliária durante todo o processo.

É preciso estar atento a um detalhe significativo que poucas pessoas consideram ao realizar essa transação, muitas vezes por descuido: entender as razões que levaram a outra parte a procurar uma permuta. Esse ponto não deve ser deixado de lado porque pode se tornar um inconveniente para você também. Geralmente, são problemas pequenos e pouco percebidos se não tiver o mínimo de atenção, como vizinhança, trânsito, movimentação noturna e problemas estruturais camuflados.

No mais, ambos os proprietários em busca da permuta precisam ser honestos em relação à situação legal do imóvel. Antes de começar a avaliar de modo geral os imóveis que serão trocados, peça todos os documentos e apresente os seus próprios para trazer mais segurança à negociação.

Caso uma propriedade ofertada na permuta faça parte de um inventário de partilha de bens, por exemplo, não é possível colocá-la à venda e isso torna todo o contrato inválido. Então, coloque as cartas sobre a mesa antes de realizar todo o procedimento.

Qual tipo de contrato oficializa o processo de permuta de imóveis?

Esse processo é oficializado mediante uma escritura pública, pois o contrato deve conter informações essenciais como a data de entrega e o encarregado de arcar com cada tributo necessário. Tudo isso para realizar a entrega da propriedade em negociação.

Como explicamos neste artigo, a permuta imobiliária é uma operação comercial com proteção jurídica. Ou seja, o contrato precisa ser caracterizado como uma ação legal perante a justiça. Contudo, isso não significa que os valores implicados e o acordo verbal entre os envolvidos deve ser posto à margem como algo de menor importância.

Sendo assim, quando todo esse âmbito burocrático for colocado em prática, a observação do imóvel por parte dos clientes terá início. Nesse momento, é estipulado o valor de cada propriedade. Porém, como em todo negócio, o desenvolvimento é demorado e custoso, já que a parte compradora sempre procura a melhor forma de pagamento e um preço menor do que o informado.

Após chegar a um consenso e firmar o acordo, os problemas que podem ocorrer nesse tipo de transação são eliminados. O contrato também inclui garantia de pagamento ou entrega do imóvel caso um dos implicados desista do negócio.

Para quem a permuta de imóveis é indicada?

Há vários perfis que podem se beneficiar de uma permuta em razão de ela atender as mais variadas intenções de compra e venda. É muito comum um cliente precisar vender o imóvel para adquirir uma nova propriedade — esse processo pode demorar anos para ser concluído. Quando opta pela permuta, a pessoa que pretende se mudar para um novo local não precisa esperar muito tempo para isso e, assim, não é obrigada a fazer a venda ideal no mesmo momento.

Outra possibilidade muito interessante é o caso dos proprietários que têm o objetivo de construir nos seus terrenos. Geralmente, eles negociam a permuta com uma construtora e recebem um ou mais imóveis que serão construídos no local. Como essas empresas trabalham com um prazo mais longo, você só deve escolher essa opção de investimento se não tiver urgência em receber a recompensa financeira.

A permuta não se limita apenas a esses perfis e pode englobar inclusive os seguintes:

  • indivíduo ou família que necessita fazer uma mudança de município e troca a residência atual por outra na localidade futura;

  • pessoas que frequentam regiões litorâneas ou serranas pagando aluguel e ofertam sua propriedade como pagamento, ou parte dele, de construções nessa área;

  • um investidor que lida com imóveis como investimento e tem o objetivo de manter a rotatividade, a diversificação e o rendimento das atividades.

As informações abordadas neste artigo mostraram como funciona esse acordo. Assim, no momento de fazer uma permuta, você saberá como agir, com quais processos terá que lidar, de que modo estabelecer vantagens, como funciona a complementação e de que maneira avaliar o seu futuro imóvel.

Essa é uma modalidade a considerar na aquisição de imóveis, afinal ela é muito abrangente e acessível. É possível obter lançamentos imobiliários com design moderno, infraestrutura sustentável e áreas de lazer em regiões alto padrão que oferecem uma estrutura elaborada e segura. Conversar com um corretor imobiliário ajudará a entender se a propriedade atende suas necessidades.

Agora que você já viu como funciona a permuta de imóveis, ficou bem mais fácil escolher e trocar o seu bem. Além dos benefícios que terá, o processo é bem mais rápido e isento de muitas preocupações.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre permuta de imóveis e ficou interessado em ver mais assuntos como esse? Então, assine nossa newsletter e obtenha um vasto conteúdo com informações relevantes e explicativas!

Sem comentários

Cancelar